Sailor Moon Dimension

Sailor Moon Dimension

Fórum dedicado ao projeto SMD Ameaças do tempo: Serena pode desaparecer. Ambiente voltado ao anime Sailor Moon bem como demais animes, e assuntos gerais da atualidade.
 
InícioPortalMembrosGruposFAQRegistrar-seLogin
Últimos assuntos
»  10.09.2016 10 ANOS DE SMDIMENSION
Sex 2 Dez 2016 - 20:12 por Pairos

» AMIGO SECRETO SMD 2016
Qui 1 Dez 2016 - 20:42 por Jessica

» Túnel do Tempo - Anos 90 e 2000
Qua 23 Nov 2016 - 12:07 por Serenity Eternal

» PROJEÇÃO ASTRAL
Sex 11 Nov 2016 - 18:38 por Serenity Eternal

» Nostalgia Cartoon Network
Sex 11 Nov 2016 - 18:32 por Serenity Eternal

» DIÁRIO DE BORDO
Sex 9 Set 2016 - 11:12 por Serenity Eternal

» Produtos Lunares \o
Qua 17 Ago 2016 - 16:44 por Serenity Eternal

» OPERAÇÃO PENTE FINO!
Sex 15 Jul 2016 - 16:12 por Serenity Eternal

» DICAS DE LIVROS!
Qui 14 Jul 2016 - 21:08 por Serenity Eternal

» Hora dos rabiscos da Jessica!!!
Qui 7 Jul 2016 - 20:13 por Serenity Eternal

» O retorno "não tão" triunfante de Marquinhos Samurai...
Qui 7 Jul 2016 - 20:09 por Serenity Eternal

» SAILOR MOON PARA COLORIR DIGITAL
Qui 7 Jul 2016 - 20:08 por Serenity Eternal

» SMC - TERCEIRO ARCO
Seg 4 Jul 2016 - 1:20 por Serenity Eternal

» [CINEMA] qual foi o último filme que você assistiu?
Seg 4 Jul 2016 - 1:00 por Serenity Eternal

» Aberturas e Encerramentos
Seg 27 Jun 2016 - 21:14 por Jessica

Tópicos similares
Like/Tweet/+1
Fórum


Parceiros


Tópicos mais visitados
Jogo de nomes de personagens de anime e mangá
[CINEMA] qual foi o último filme que você assistiu?
Digimon World Championship: tabela de digivoluções
Caça Palavras Psicológico
Fanfic e Fanarts de Haruka e Michiru
continue a historinha
[Multifórum] Banco de dados dos digimons do Helder
A verdade por tras do desenho "Hora de Aventura"
Broches e evoluções
BANNER DO MÊS
Social bookmarking
Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Furl  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de Sailor Moon Dimension em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de Sailor Moon Dimension em seu site de social bookmarking
Top dos mais postadores
Serenity Eternal (3468)
 
Sun Knight (2909)
 
Jessica (2590)
 
Pairos (1630)
 
bia. (1285)
 
Kisa (1268)
 
Nati Oliveira (1101)
 
S.Girl* (806)
 
marquinhos samurai (805)
 
dharien (684)
 
Últimos Conectados
Fórum



Compartilhe | .
 

 Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mary Nanda
Jupiter Power
Jupiter Power


Sexo : Feminino
Mensagens : 121
Touro
Idade : 23
Inscrição : 15/10/2010

MensagemAssunto: Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)   Qui 13 Jan 2011 - 0:48

Oiii Pessoal!!! [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Como prometido vou postar a minha fanfic (nova versão)!!! xD [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Só gostaria de avisar que este tópico é para apenas os capítulos ook?? ^_~
Comentários neste tópico: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

A primeira vez que eu postei o 1º cap dela foi no dia 16/08/2007. Na época eu estava na 8ª série, e tinha muito tempo livre. Dessa forma ela tinha até um site (por isso sei a data exata, eu colocava a data nas postagens do site), mas como agora não tenho tanto tempo assim postarei ela aqui no fórum mesmo. =D
Houve algumas modificações (nada muito radical), não sei se perceberão. ^^
Gostaria de agradecer a Serenity que permitiu q fosse criados 2 tópicos, e tbm a todos aqueles q me incentivaram a postar a fanfic novamente!!
Espero q quem leu na época (lembrando q ñ consegui postar inteira no site) e quem está lendo pela 1ª vez gostem.

Quando o texto estiver em Itálico é quando um personagem pode estar: sonhando, lembrando, ou contando uma coisa lembrando. ;)
A minha fanfic mistura um pouco o Mangá Sailor Moon e o Anime Sailor Moon. Os nomes eu achei melhor deixar do anime (e mais coisas), agora as "fases" das sailors eu deixei do mangá, como no final do mangá todas eram Eternals eu as deixei assim. ^^

Então... comecemos a história!!! \o/

Para começar um "trailer" p/ vcs!!

Spoiler:
 

Acho que ficou meio "clichê" mas tah valendo XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mary Nanda
Jupiter Power
Jupiter Power


Sexo : Feminino
Mensagens : 121
Touro
Idade : 23
Inscrição : 15/10/2010

MensagemAssunto: Re: Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)   Qui 13 Jan 2011 - 13:24

Capítulos

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Mary Nanda em Dom 13 Mar 2011 - 16:46, editado 6 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mary Nanda
Jupiter Power
Jupiter Power


Sexo : Feminino
Mensagens : 121
Touro
Idade : 23
Inscrição : 15/10/2010

MensagemAssunto: Re: Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)   Dom 16 Jan 2011 - 23:58

Capítulo 1: Começa uma nova batalha

Numa noite, no Século XXX, uma figura está no Palácio olhando para a cidade Tóquio de Cristal. Lembrando de tudo que já viveu até chegar ali, onde estava. De repente uma mão se coloca ao seu ombro, ela se vira e a pessoa diz:
- Ainda não dormiu Nova Rainha Serenity?
- Pára Darien!!! Diz ela se virando novamente.
- Hehehe, eu estava brincando Serena. Diz ele abraçando-a pelas costas.
- Mas me diga *beija o rosto dela*, o que você estava pensando?
- Eu estava lembrando...
- Lembrando? Do quê? Posso saber?
- Estava lembrando de tudo que aconteceu conosco, até chegarmos aqui.
Ela se vira para ele e pergunta:
- E sabe do que me lembrei?
- Não faço a mínima idéia. - Respondeu Darien.
- Daquela mulher, que nós ajudamos ela, que ela estava dando a luz. - Contou Serena.
- Ah sim...
Então, vamos voltar um pouco no tempo, ainda no século XX e ver como isso aconteceu...
Serena e Darien estavam vendo o pôr-do-sol, logo depois que ele acabou Serena falou:
- Ai Darien, nem acredito falta apenas 1 semana para o nosso casamento!!
- É. O tempo passa depressa.
- Nem me diga, faz quase 3 meses que aconteceu a batalha com o... Ai não gosto nem de lembrar!!
- Não se preocupe, já passou. E daqui 1 semana iremos nos casar.
- Aham, bem... Acho que vou embora, está ficando tarde e parece que irá chover.
- É, parece. Vamos, eu te levo na minha moto.
- Ok.
Os dois estavam caminhando em direção da moto quando ouvem um grito.
- Aaaaaaaaahh!!!!
- O que foi isso? - Perguntou Serena.
- É a voz de uma mulher!! -Respondeu Darie - Vem dali!!
- Vamos lá!!!
- Vamos!!!
- Socorro!!! Alguém me ajude!!! – Gritava uma mulher caindo no chão aos poucos de tanta dor.
Darien e Serena correram até ela, Serena perguntou:
- O que foi senhora?
- Minha filha!!! Vai nascer!!! - Respondeu a mulher.
- Quer que liguemos para o seu marido? – Perguntou Darien.
- Não, ele está nos Estados Unidos e só volta semana que vem. - Respondeu ela.
- Aiiii!!! O que vamos fazer??? – Disse Serena, e em seguida começa a berrar.
- Serena pare de chorar!!! –Exclamou Darien
- *snif* Está bem.
- Aiiiiiiiiii!!!! Por favor me ajudem!! Preciso ir para o hospital!! - Gritava a mulher.
No mesmo instante Darien correu para a moto e falou:
- Serena cuide dela, eu voltarei com uma ambulância!!
- Está bem!!! – Respondeu Serena.
Darien saiu em sua moto numa velocidade espantosa, e Serena ficou tentando acalmar a mulher, e a si mesma.
- Tudo bem Serena calma, se você ficar tranquila ela também fica. – Pensou Serena.
- Ai meu Deus!! Eu não vou agüentar!!!
- Vai sim!!! Calma, vai respira!!! Fu, fu, fu...
- Fu, fu, fu...
- Isso continua. – Respondeu Serena também tentando se acalmar.
Com isso começou a chover, mas por sorte a chuva estava quentinha, não gelada como tinha ficado a chuva da noite passada.
- Me dê a sua mão. – Pediu Serena.
- Está bem.
Ao mesmo tempo em que a mulher segurou a mão da Serena sentiu um carinho enorme vindo desta, assim ela e a criança se acalmaram um pouco, e a mulher parou de sentir tanta dor.
- Menina, você é um anjo. Parece que essa menininha aqui dentro de mim se acalmou um pouco.
Serena olhou para a mulher com um olhar de compaixão e sorriu, ela fez o mesmo para Serena. Nesse momento Darien chega de moto e atrás dele uma ambulância.
- Está na hora da sua filha nascer. – Disse Serena.
- Muito obrigada menina, por favor, venham comigo.
A mulher foi colocada na ambulância e Serena e Darien foram atrás de moto. Um tempo depois...
- Darien está demorando muito...
- Não se preocupe Serena, vai dar tudo certo.
Um médico vai em direção deles, e então eles perguntam como foi, o médico responde:
- Foi ótimo, a menina é linda e cheia de saúde.
- Graças à Deus!!! – Diz Serena aliviada.
- Podemos vê-las doutor? – Pergunta Darien.
- Claro. Vim aqui especialmente porque a mãe pediu para eu chamá-los.
Serena e Darien foram até o quarto da mulher, que agora era mãe, ela estava segurando a menina, mas seu rosto estava meio escondido por causa da cobertinha que envolvia a pequena.
- Olá!!! Eu queria agradecer!! Afinal, se eu não tivesse encontrado vocês ali, acho que minha filha nem teria nascido.
- Ora não foi nada. – Respondeu Serena.
- Obrigada meu jovem, se você não tivesse pensado rápido e ido buscar a ambulância...
- Hehehe, não foi nada. – Respondeu Darien.
- Mas, quais são os seus nomes?
- O meu é Serena e o dele é Darien.
- Prazer, sou Paula. – Respondeu a mulher.
- E qual será o nome dessa pequena? – Perguntou Darien tentando ver o rostinho da menina.
- Hehehe, será Ana.
- Ai posso ver o rostinho dela?? – Pediu Serena dando uns pulinhos.
- Hehehe, claro!!! - Diz Paula.
Quando ela puxa um pouco a coberta que tampava o rosto da menina,mostrando alguns fio de cabelo preto, Darien sente uma sensação estranha e acaba se assustando.
- Ai que lindaaaa!!!! – Diz Serena toda alegre.
- O que? Eu acho que já vi essa menina em algum lugar, mas... Como? Ela acabou de nascer. – Pensa Darien.
Nisso a menina abre os seus olhos azuis e vê Darien, mesmo ainda sendo muito pequena e visão fraca, de alguma forma o parece o reconhecer, e estica os braços em sua direção.
- Parece que ela quer que você a pegue Darien. – Disse Paula.
- Hã? Você acha?
- Pega ela Darien, pega vaiii!!! – Pede Serena.
- Eu posso? – Perguntou ele.
- Claro!!! – Respondeu Paula.
Darien pega Ana com o maior cuidado possível, a menina ao estar em seus braços se ajeita um pouquinho e dorme.
- Hehehe, ela gostou de você, essa menina não estava dormindo por nada nesse mundo. – Diz Paula.
- Ai ela é muito fofa!!! - Afirma Serena.
Darien devolve Ana à sua mãe.
- Bem, vamos deixar as duas descansarem. Vamos Serena?
- Sim. Ah...
Serena tira um envelope do bolso e entrega para Paula.
- É o convite do nosso casamento.
- Oh!! É mesmo?
- É sim. – Responde Darien meio sem jeito.
- Meus parabéns vocês fazem um belo casal.
- Obrigada. – Respondeu os dois.
Serena diz logo depois:
- A Ana estava tão fofa no dia!!! E Paula estava linda.
- Verdade. Confirmou Darien.
- Bem... Rei Endymion vamos dormir?
- Você hein?
- Dei o troco. Hehehehe. – Brincou Serena.
- Hehehe. Ok vamos...
Deitado na cama do lado de Serena, que já estava dormindo, Darien se pergunta novamente:
- Por que eu tive a sensação que já tinha conhecido aquela menina há muito tempo? Como é possível? Ela tinha acabado de nascer.
Enquanto isso em outro ponto de Tóquio de Cristal...
- Minha filha não dormiu ainda?
- Não estou com sono.
- Ora, mas você tem 14 anos, é bom você ir dormir, se não amanhã não estará disposta para ir ao Palácio.
- É por isso mesmo que não estou com sono. E depois o papai vez uma falta no meu aniversário, na semana passada.
- Eu sei filha, seu pai faz mesmo muita falta. Mas ele ficaria tão feliz em te ver assim... Linda como está, a mulher que você está se tornando.
- É que... Sei que faz mais de três anos, mas...
- Eu sei filha. Mas bem... Vamos dormir senhorita Ana? Amanhã será um dia muito corrido.
- Será que a Nova Rainha Serenity e o Rei Endymion me aceitarão?
- Claro filha, esqueceu que fui ao casamento deles, e que se não fosse eles eu nem sei o que poderia ter acontecido com você?
- Bem...
- Fique calma está bem?? Agora vamos dormir. Boa noite querida.
- Boa noite mãe. – Responde Ana ao deitar-se na cama.
Logo depois, que Paula sai do quarto da filha, a garota levanta-se vai até sua cômoda, abre a gaveta do meio, retira o fundo falso e pega uma caixinha preta, ao abri-la diz:
- O momento de usa-lo está próximo. – E logo após, guarda-a de volta e coloca o fundo falso novamente no lugar, e vai se deitar.
Amanheceu, Ana se troca vai até na cômoda novamente retira o fundo falso, pega a caixinha preta e coloca no bolso de seu vestido.
Um tempo depois no Palácio Ártemis chega à Serena e Darien e fala:
- Serena, Darien, tem uma senhora e uma moça querendo falar com vocês.
- Deve ser a Paula e a Ana!! – Exclamou Serena.
- Diga que estamos indo Ártemis e chame a Pequena Dama. – Pediu Darien
- Está bem. – Respondeu Ártemis
Um tempo depois, em uma sala no Palácio de Cristal, estava Paula e Ana, a garota parecia estar com vergonha, pois estava de cabeça baixa, meio que sem jeito. Enquanto Paula estava tranquila, pois já conhecia Serena e Darien sem toda aquela cerimônia. Serena, Darien e Rini entram na sala. Serena logo vai abraçar Paula exclamando:
- Paula!!! Que bom vê-la.
- Serena!!! Você continua linda!! Darien você também está ótimo!!! – Diz Paula depois que abraçou Serena
- Obrigada.
- E quem é esta Pequena Dama? Já sei é a Princesa Serenity não é? – Perguntou Paula.
- Sou sim. – Responde Rini. – Mas já que você chama a mamãe de Serena e o papai de Darien, pode me chamar de Rini.
- Está bem então, Rini.
- E quem é esta moça? – Pergunta Darien.
- Não me diga que é a Ana!!! – Completa Serena.
- É sim. Vamos Ana se apresente.
- Muito prazer em conhecê-los Nova Rainha Serenity, Rei Endymion e Princesa Serenity.
- Ora deixe disso Ana, pode nos chamar de Serena, Darien e Rini. – Afirma Serena.
- Está bem. - Fala Ana sorrindo e erguendo a cabeça.
- Estes olhos, aonde eu já os vi? Eu... Estou tento a mesma sensação do dia em que ela nasceu. – Pensa Darien.
- Bem, eu posso falar com vocês? – Pede Paula.
- Claro, Rini por favor, mostre o Palácio para Ana sim?
- Está bem mamãe. Vem Ana.
Rini leva Ana para um belo jardim nos fundos do Palácio.
- Nossa!! Que lindo. – Admira Ana.
- É, eu adoro brincar com a Diana aqui.
- Oi Pequena Dama!!! – Grita Diana na sua forma humana.
- Oi Diana!!
- Quem é ela? – Pergunta Diana.
- Ana prazer.
- Prazer Diana.
- Você quer brincar com a gente? – Perguntou Rini.
- Do que vocês iriam brincar?
- De pega-pega. – Respondeu Diana.
- É a minha brincadeira preferida. – Afirmou Ana.
- Então... Está com você!!! – Grita Rini tocando em Ana.
- Ei!!! – Grita Ana brincando.
Assim as três começam a brincar no meio do jardim, e em uma janela Paula, Darien e Serena observava-as.
- Parece que ela adora crianças. – Disse Darien.
- Sim, ela adora. Crianças, natureza... Ela é muito doce, mas tem hora que é mais corajosa do que parece.
- Como assim? – Perguntou Serena.
- Não sei explicar. – Afirmou Paula.
- Bem, mas o que você queria conversar conosco? – Perguntou Darien.
- Bom, quando vocês se tornaram rei e rainha, me falaram que quando eu precisar-se poderia contar com vocês. Meu marido morreu a 3 anos. E sinto que... Minha hora está próxima.
- Não diga isso Paula!! – Exclamou Serena com lágrimas nos olhos.
- Mas é verdade. Alguns meses atrás eu comecei a sentir umas dores no peito. Fui ao médico, fiz exames e foi constatado que tenho uma espécie de sopro no coração. Porém, Ana não sabe. Então... Eu gostaria de saber se vocês poderiam acolhê-la a partir de hoje, pois quando eu morrer ela não sentirá tanto.
- Claro, ela será cuidada como se fosse da família, certo Darien?
- Certo.
- Muito obrigada, assim eu fico mais calma.
Enquanto isso no jardim:
- Ai, hahahahaha, chega estou cansada. – Afirma Ana deitando na grama macia.
- Hehehe eu também. – Confirma Rini e Diana.
- Você é muito legal Ana. – Afirma Rini.
- Vocês também!!! – Confirma Ana.
- Atacar!!!! – Grita Diana começando a fazer cócegas na Ana.
- Ai pára!!! Hahaha!! – Suplica Ana.
- Boa idéia Diana!! – Diz Rini se juntando à Diana em fazer cócegas em Ana.
- Ah é? Vocês vão ver!!! – Exclama Ana escapando delas, e fazendo cócegas nas duas.
Assim as três continuam brincando, quando Ana vê uma roseira de rosas vermelhas que não desabrocharam ainda. Então ela vai até a roseira e diz:
- Que lindas.
- Foi papai que plantou, mas ainda não desabrocharam. – Afirmou Rini.
- Não era para já terem desabrochado? – Perguntou Diana.
- Sim.
- Talvez... Rini e Diana me trazem um regador com água até a tampa.
- Está bem. – Disse as duas e saíram.
Nisso Ana esfrega uma mão na outra, e aparecem uns pozinhos brilhantes, Rini e Diana trazem o regador pesado, Ana coloca o pó, sem elas perceberem, no regador e rega a roseira, até a água acabar. Logo depois de cair a última gota na roseira, todas as rosas desabrocharam.
- Nossa!!! – Exclamou Diana e Rini.
- Acho que só precisavam de uma boa regada.
Enquanto isso dentro do Palácio:
- Lua!!! – Exclamou Rei.
- Você também sentiu Rei? – Perguntou Lua.
- Sim, está crescendo cada vez mais rápido.
- Vou chamar Serena e as outras. – Diz Lua se transformando em humana.
Enquanto isso na sala:
- Então eu vou me despedir dela. – Disse Paula.
- Mandaremos alguém ir buscar as coisas dela. – Afirmou Serena.
- Está bem. Muito obrigada por tudo.
- Ora não é nada. – Disse Serena.
- Serenaaaaaaa!!!! Darien!!! – Grita Lua entrando na sala – Oh desculpem-me...
- Não tudo bem, eu já estava de saída. Adeus Serena e Darien. E mais uma vez obrigada.
- Adeus. – Disse os dois.
Logo depois de Paula sair, Lua pede para ser informada, assim Darien e Serena contam tudo, logo depois ela diz:
- Bem, mas eu preciso de vocês na sala de reuniões depressa.
Os três chegam lá, todas as sailors já estavam sentadas, assim Lua se senta do lado de Ártemis, em sua forma humana também, e Darien e Serena também se sentam. Ami pergunta:
- Mas o que houve Lua para você fazer essa reunião?
- Eu e Rei estávamos sentindo uma presença maligna crescendo e cada dia ela está mais forte. – Respondeu Lua.
- Mas por que não nos falou antes? – Perguntou Haruka.
- Hoje, nós sentimos que uma pequena parte da presença está se movendo, e está vindo em nossa direção. É um Youma eu posso sentir.– Responde Rei.
- Então, temos que estar todos preparados. Rei, qual é a estimativa de tempo de chegada? – Pergunta Serena.
- Um momento. É de... – Grita Rei levanto-se.
- E então? – Pergunta Mina.
- É de 30 segundos pelo jardim.
- Depressa vamos lá!!!! – Exclama Ártemis.
Assim todos se transformam, e vão até o jardim. Enquanto isso:
- Ela já foi Ana? – Pergunta Diana.
- Sim.
- Meninas depressa saiam daqui. – Grita Eternal Sailor Júpiter.
Nesse momento Ana sente uma presença estranha, um vento gelado toca seu rosto.
- Rini, Diana, vamos sair daqui, algo se aproxima rápido!!! – Grita Ana.
As três correm para um quarto, Ana diz que vai ver como está a luta contra o youma e sai.
- Quem é você? O que você quer? – pergunta Eternal Sailor Mars gritando para o Youma.
- Energia...
- Energia? – Pergunta Darien.
- Sailor Planet Attack.
- Hahahaha não funcionou. – Riu o Youma.
- O quê? Não pode ser. – Surpreendeu Eternal Sailor Pluto
- E agora? – Perguntou Eternal Sailor Moon.
- Me digam!!! Onde está a Princesa??? – Gritou perguntando o Youma.
- Ele está atrás da Rini? – Perguntou Eternal Sailor Mercury
- Digaaaaaaaam!!! – Grita o Youma atacando contra eles.
Na mesma hora aparece uma estranha figura na frente deles e grita:
- Wind Shield!!! – Assim criou-se um escudo de vento na frente de todos, que impediu o ataque do Youma. A estranha figura continuou – Deixe-os em paz. Eles não sabem nada sobre a Princesa!!!
- E você por acaso sabe? – Perguntou o Youma para a figura.
- Se sei? – A figura perguntou tanto um certo sorriso e continuou - Eu sou a guardiã dela!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mary Nanda
Jupiter Power
Jupiter Power


Sexo : Feminino
Mensagens : 121
Touro
Idade : 23
Inscrição : 15/10/2010

MensagemAssunto: Re: Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)   Seg 17 Jan 2011 - 0:10

Capítulo 02: A misteriosa Sailor se apresenta

- Como? – Perguntou o Youma surpreso.
- Sword Earth – Disse a figura, nisso seu cetro se transformou em uma espada e logo depois gritou – ATTACK!!!!!
A espada voou até o centro do Youma, que gritou de dor e foi destruído. A espada voltou para a mão da estranha figura, voltou novamente a ser um cetro. Nisso o rosto da figura não aparecia, pois o cabelo tampava seu rosto. Atrás dela estava todas as Sailors mais Lua, Ártemis e Darien. Eternal Sailor Moon perguntou:
- Quem é você? É uma aliada ou inimiga?
- Quem sou eu, ainda é cedo para dizer. Mas fique tranquila, pois eu sou uma aliada. – Respondeu a estranha figura.
- Eu... Já te conheço? – Perguntou Darien meio confuso, tento a sensação de já ter visto aquela figura.
- Endymion, essa pergunta eu não posso responder.
Nisso, a figura sumiu. E Ártemis vez uma observação:
- Estranho. Ninguém mais chama o Darien de Endymion, quando não é Darien é Rei Endymion.
- É verdade. – Afirmou Eternal Sailor Vênus
- Darien, na vida passada você já conheceu aquela figura? – Perguntou Eternal Sailor Moon.
- Eu... Eu... Eu não sei. – Respondeu Darien ainda confuso.
Enquanto isso Diana e Rini estavam preocupadas com Ana até que ela chega e diz:
- Eles venceram!!! – Exclama com felicidade.
- Vivaaaaaaa!!!! – Comemora Rini e Diana.
- Vamos lá!!! – Diz Rini.
- Vamos!!! – Exclama Diana e Ana.
Quando chegaram todos já estavam normais, até mesmo Lua e Ártemis tinham virado gatos novamente. Diana vira gata e corre em direção aos seus pais, Rini também corre em direção de Serena e Darien, Ana, porém anda lentamente em direção deles.
De repente começa a escurecer, as nuvens não são nuvens normais, eram negras, podia sentir uma força maligna emergindo delas. E no céu formou uma imagem estranha. Era uma mulher, de cabelos e olhos negros (da cor das nuvens) com um ar maligno.
- Hahaha, parabéns Nova Rainha Serenity. Vejo que conseguiram derrotar meu Youma, não?
- Quem é você? – Perguntou Darien.
- Bem... Se aquela Sailor sabe da Princesa, perguntem pra ela quem eu sou. Tenho certeza que ela saberá responder. – Respondeu a mulher. E continuou. – Em falar nisso. Esse jardim é tão bonito não é?
Nisso começou a descer das nuvens uma fumaça negra, que por onde passava matava as plantas. A fumaça cobriu todo o jardim, matando tudo, até mesmo as rosas que Ana tinha regado. Assim a figura falou ironicamente:
- Ai que peninha, ele era tão lindo, que dó. Hahahahahahahaha!!!
E desapareceu. Aquilo apertou o coração de Ana, como se tivesse enviado uma faca.
Anoiteceu e todos foram dormir, mas Diana escutou um barulho que vinha do jardim, assim ela correu e chamou Lua, Ártemis, Serena e Darien.
- Vamos lá!!! – Falou Diana.
- Não!!! – Exclamou Lua entrando na sua frente – Vamos deixá-la trabalhar.
- Como assim? – Perguntou Serena.
- Veja. – Respondeu Lua.
A figura era a mesma que tinha salvado todos do Youma, porém tava passos pequenos e estava quase chorando. A figura ergue o seu cetro, que no topo tem tipo de um orb esverdeado, esse orb começa a brilhar, esse brilho envolve todo o jardim, e bem devagar ele começa a criar vida novamente. Depois disso a figura novamente desaparece.
- E-e-e-ela... – Gaguejou Serena
- Ela reviveu o jardim? – Perguntou Darien.
- Sim. – Afirmou Lua com um sorriso no rosto.
- Lua por acaso você sabe de alguma coisa? – Perguntou Ártemis.
Na mesma hora os 4 olharam para ela com uma cara de curiosos.
- Ora claro que não!! – Respondeu Lua. E continuou – Vamos, está na hora de dormir.
No quarto dos gatos Ártemis aproveita que Diana está dormindo e pergunta para Lua:
- O que você sabe sobre aquela figura? Ela é mesmo uma Sailor?
- Ártemis, eu não sei muito sobre ela...
- Ahá!!!!- Grita Ártemis, e no mesmo momento Lua diz:
- Psiu, quer acordar a Diana? – Perguntou Lua.
- Claro que não, mas... Você sabe alguma coisa dela não sabe?
- Bem, para mim ela era apenas uma lenda. Você não se lembra da lenda da Sailor que vivia na Terra?
- Ah, é mesmo. Mas por que ela apareceu agora?
- Não sei. Mas vou investigar.
Enquanto isso Darien estava na cozinha do palácio, quando um vento abre a janela e a figura que tinha dado vida novamente ao jardim apareceu sentada nela com uma das rosas que Darien plantou na mão, disse:
- Olá Endymion.
- Quem é você? De onde você me conhece? – Perguntou Darien.
A figura desceu da janela, entrando assim na cozinha. Foi em direção de Darien e dando a rosa disse-lhe:
- Por favor, Endymion, lembre-se.
Quando Darien pegou a rosa a figura sumiu novamente. Ele caminhou até seu quarto e de Serena, que já estava dormindo, sentou na cama, e olhando para a rosa falou:
- “Lembre-se”. Mas... Lembrar-me do que? Essa rosa... Ela... Não é comum, seu perfume... É especial.
Logo depois que sentiu o perfume da rosa Darien sentiu uma dor de cabeça, ele sentia que tinha que se recordar de algo, tentava, mas não conseguia. Colocou a rosa sobre a escrivaninha do lado deitou-se e dormiu.
E começou a sonhar, em seu sonho podia ver que era quando Rainha Metallia tinha manipulado o povo da terra, e ele estava indo para a Lua, então uma figura diz:
- Vá, eu cuido deles...
- Venha comigo. – Disse ele para a figura.
- Se eu ir, é possível não chegarmos a tempo ande logo!!
- Está bem, se cuide...
Na hora ele acordou, sabia que ele tinha falado algo mais, porém, não se lembrava. Nesse momento a figura que deu a rosa para ele estava em cima do palácio sentada, ela levantou um pouco a cabeça e disse:
- Ele... Começou a se lembrar. – Disse com um sorriso de alívio no rosto.
No outro dia, todos estavam tomando café quando Rini perguntou:
- Mamãe, quem é o novo inimigo?
- Não sabemos querida. – Respondeu Serena.
- A única coisa que sabemos é que procuram energia e estão atrás da princesa. – Respondeu Mina.
- Mas, o Youma não retirou nossa energia. – Observou Rei.
- Verdade. – Afirmou Michiru.
- A energia que eles procuram não é de humanos... – Afirmou Ana
- Como? – Disse todos.
- Eu observei bem, quando aquela “coisa” atacou o jardim, ele não o matou. Apenas tirou toda a energia das plantas. Ontem à noite eu ouvi um barulho, e como o meu quarto é de frente com o jardim, vi a mesma figura que nos salvou do youma revivendo-o. Mas ela não o reviveu, apenas deu energia.
- Então você também viu? – Perguntou Diana.
- Sim. – Respondeu Ana.
- Aaaaah eu queria ter visto!!! – Resmungou Rini.
- Foi uma bela visão. – Disse Serena.
Ana se levanta e fala:
- Nova Rain... Quero dizer, Serena, dê-me licença, eu irei até a casa de minha mãe buscar as minhas coisas.
- Está bem. Pode ir. – Respondeu Serena.
- Com licença. – Diz ela a todos e sai.
- Essa garota, ela é muito estranha. – Pensa Setsuna.
Ana chega à casa de sua mãe, que quando vê a filha corre para abraçá-la. Depois fala:
- Mas, minha filha, a Serena disse que iria mandar alguém vim buscar.
- Eu mesma quis vim, eu queria te ver mãe.
- Ah minha filha. – Diz Paula sorrindo orgulhosa de sua filha.
As duas se sentam na cozinha e Ana pergunta:
- Mãe, a senhora está se sentido bem?
- Claro Ana. Por que pergunta?
- Quando foi se despedir de mim no palácio estava falando de uma maneira que parecia que nunca mais iríamos nos ver. A senhora tem feito todos os exames?
- Sim, e está tudo ok. Não precisa se preocupar.
- Então, eu vou subir e pegar as minhas coisas.
- Está bem querida.
No momento que Ana sobe as escadas em direção do seu antigo quarto Paula pensa:
- Eu sei que deveria contar pra ela, mas não posso. Deis que li seu diário sem querer pensando que era um livro, descobri que ela já tem muita coisa para se preocupar. Eu seria apenas mais um peso.
Em seu antigo quarto Ana faz as malas pensando:
- Ela diz para eu não me preocupar, pois está tudo bem. Mas sei que não está. Ele me diz que não está. Mamãe, porque a senhora está mentindo para mim? Você nunca foi disso.
Enquanto isso no Palácio, todos estavam reunidos discutindo de quem poderia ser a tal princesa, e quem era o inimigo.
- Bem, então... A Princesa que eles falam não é a Rini. – Confirma Mina.
- Isso mesmo. Mas ela é a única por aqui. – Diz Lita.
- Penso que aquela Sailor teve ser a chave de todo o mistério. – Falou Haruka
- Concordo. Afinal, ela disse ser a guardiã da tal Princesa. – Disse Ami.
- Rei, você acha que poderia descobrir alguma coisa sobre essa Sailor misteriosa com seu poder? – Perguntou Serena.
- Talvez sim, mas me prepararei antes. – Respondeu Rei.
- Ok, não tenha pressa. Enquanto isso, nós continuaremos a lutar contra o inimigo. – Afirmou Lua.
- Ok. – Todos concordaram.
De repente Diana chega, gritando:
- Rápido, rápido!!! Tem um Youma atacando Tóquio de Cristal!!!
- Meninas se transformem!!! – Gritou Lua.
Dessa vez, o youma estava atacando na frente do Palácio de Cristal. E estava tirando toda a energia das plantas.
Enquanto isso Ana estava voltando da casa de sua mãe, quanto uma ventania gelada bate em seu rosto. Nisso ela corre para o Palácio.
- Vamos lá!!! Mais uma vez!!! – Gritou Eternal Sailor Moon.
Todos estavam numa difícil batalha, dessa vez Eternal Sailor Chibi Moon também estava lutando.
- Hahahaha, acham mesmo que podem me derrotar?
Nesse momento a estranha figura, que era supostamente uma Sailor, apareceu novamente dizendo:
- Eu não acho. Tenho certeza.
- Você!!! Então você é a tal guardiã da Princesa? – Perguntou o Youma.
- Sim. Por isso, é meu último aviso. Não os ataquem, eles não sabem nada sobre a princesa!!! Ataquem-me no lugar deles!!
- Já que insiste...
O Youma estava preparando seu ataque, quando a Sailor misteriosa gritou:
- Terrestrial Hurricane... Destroy – Nisso se formou um enorme furacão, que foi em direção ao Youma, o furacão pegou o youma e rodopiou-o, deixando-o tonto. E então ela gritou:
- Sword Earth ATTACK!!!! – Novamente seu cetro se transformou em espada, ela lançou-a no youma, a espada acertou bem o centro do youma, que foi destruído pelo ataque. Depois disso, a espada voltou a sua mão, e se transformou novamente em centro.
Ela estava quase partindo quando Eternal Sailor Moon gritou:
- Espere!!! Podemos saber o seu nome? Quem você é?
- Acho que não fará nenhum mal a vocês saberem meu nome. – Respondeu a misteriosa Sailor. Que estava novamente de costas para todos. Depois de falar isso, continuou – Posso falar com as plantas, os animais, o vento e os outros elementos. Tenho poder sobre todos os elementos da Terra. Para os habitantes da Lua sou um mito, uma lenda. – Ela se virou falando – Guardiã da Terra e da Princesa!!! Sou Sailor Earth!!!
- Esses olhos!!! Eu... Já os vi antes... – Pensou Darien assustado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mary Nanda
Jupiter Power
Jupiter Power


Sexo : Feminino
Mensagens : 121
Touro
Idade : 23
Inscrição : 15/10/2010

MensagemAssunto: Re: Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)   Qua 2 Fev 2011 - 21:41

Capítulo 03: A perda

- Sailor... Earth? – Perguntou todos.
- Sim. É um prazer conhece-los. – Disse ela a todos.
- Você... Existe mesmo!!! – Disse Lua feliz.
- Sim Lua, eu não sou apenas uma lenda. – Respondeu Sailor Earth.
- O que você sabe sobre os novos inimigos? – Perguntou Eternal Sailor Pluto.
- Já faz alguns anos que eles nos atacam indiretamente. Quando o vento me avisou, procurei me informar melhor sobre eles. A mestra deles é conhecida como a Rainha da Morte. Ela veio para a Terra por causa de sua beleza natural, que contém grande energia. Assim como alguns de seus antigos inimigos, ela transforma a energia pura das plantas em energia maligna. – Respondeu Sailor Earth.
- Você disse, quando o vento te avisou? – Surpreendeu-se Ártemis.
- Sim. Como eu disse no início, posso falar com o vento. Ele é um velho amigo meu.
- E essa Princesa, que eles tanto falam? Quem é? – Perguntou Eternal Sailor Neptune.
- Essa é uma parte que eu não posso contar. Até mais. – Logo depois ela deu um pulo e sumiu.
A noite chegou rápido naquele dia. Serena estava se preparando para dormir, vestia uma camisola de seda branca. Quando iria se deitar viu a rosa que Sailor Earth tinha dado para Darien na noite passada, ela a pegou e disse:
- Que linda!!!
Nesse momento Darien entra no quarto e diz:
- É, ela é bonita.
- Onde você a conseguiu? – Perguntou Serena curiosa.
- Na noite passada, eu estava na cozinha, de repente a Sailor Earth entrou pela janela e me deu. – Respondeu ele com a maior simplicidade.
- O quêêêêê???? – Disse Serena furiosa. – Você ganha uma rosa de uma Sailor desconhecida e me diz assim? Na maior simplicidade? – Perguntou Serena com ciúmes.
- Ora... O que é que tem? Vai-me dizer que está com ciúmes? – Perguntou Darien com um ar de gozação.
- E se estiver?
Darien a beijou e perguntou:
- Você acha mesmo que eu trocaria a minha Nova Rainha Serenity, Eternal Sailor Moon, Serena Tsukino, por uma estranha qualquer? – Pergunta Darien.
- É que eu não gosto do jeito que ela te olha, e que intimidade é essa de ficar te chamando de Endymion? Nem Rei Endymion é, é Endymion.
- Hahahaha, e o que tem? Tem gente que nem é muito chegado e me chama de Darien. A Ana, por exemplo, ela me chama de Darien.
- Ela é diferente ok? Darien era o seu nome antes de virar rei tá? E tem mais... Nós conhecemos a mãe dela, e ela não fica te dando rosas.
- Quando você vai entender que VOCÊ é a mulher da minha vida hein Serena? Ou devo dizer cabeça de almôndega?
- Pára Darien. – Pede Serena meio que rindo.
- Hahahaha!!!!
- Está bem, me desculpa. Acho que fui longe demais. – Diz Serena sem jeito abraçando-o.
- Está tudo bem Serena. – Diz Darien. – Mas não se importe mais com a Sailor Earth, ela apenas me deu essa rosa para me ajudar a lembrar de algo.Ela o olha curiosa.
- Do que? – Pergunta Serena.
- Eu não sei, mas sempre quando eu a encontro, e nós estamos sozinhos, ela pede para eu me lembrar. Bem, mas vamos dormir está bem?
- Sim. – Responde Serena.
Enquanto isso na casa de Paula, ela está na cozinha bebendo água:
- Já está tarde. – Diz ela olhando para o relógio. – Está na hora de dormir.
Nesse momento Paula sente uma enorme dor no peito, e começa a cair devagar, até que acabou se deitando no chão de madeira - estava ofegante, sentindo fortes dores no peito. A janela da cozinha se abre com vento, que parece agitado, ela diz:
- Eu sei que você é amigo dela. Por favor, não conte nada. – Ela respira fundo com dificuldade e sussurra – Obrigada por cuidar dela até agora e, por favor, continue ajudando-a. – Então ela fecha os olhos. Paula havia sofrido um infarte e falecido.
No mesmo momento, Serena e Darien acordam assustados.
- Você também sonhou? – Perguntou Darien.
- Se você está falando da Paula sim. – Responde Serena e continua – Demos que ir vê-la, ela não pode ter morrido. – Diz Serena levantando da cama.
- Calma Serena!! – Exclama Darien pegando-a pelo braço e abraçando-a.
- Ela... Ela não pode ter morrido – Diz Serena chorando.
Amanhece, e todos estão tristes na sala de jantar, Ana, porém não acordou ainda, Rini comenta:
- Ela vai ficar tão triste.
- Em honra à Paula nós a enterramos no cemitério da família, pois ela é mãe da Ana, e ela já é da família. – Fala Serena.
- Você fez a coisa certa Serena. – Afirma Lua.
Enquanto isso, Ana acorda abre a grande janela branca – que dava uma bela visão para o jardim - e diz:
- Bom diaaa!!!!
Uma ventania gelada entra em seu quarto, logo após de sentir, corre para a sala de jantar, chega lá com lágrimas nos olhos, nervosa ela pede para Serena:
- Por favor, Serena, diga que não é verdade...
- Quem lhe contou? – Pergunta Darien.
- Não importa, mas digam que não é verdade!!! – Exclama Ana nervosa, com os olhos cheios de lágrimas.
Serena levanta abraça Ana e diz:
- Eu lamento Ana. Mas... É verdade.
- Onde ela está? – Pergunta a jovem quase chorando.
- No cemitério da família, você se tornou da família e é tão querida, achamos melhor enterra-la lá. – Responde Serena.
Nisso Ana sai correndo da sala.
- Coitada, ela teve estar sofrendo muito pobrezinha. – Lamenta Mina
Ana corre pelo palácio em direção ao cemitério. Quando encontra o túmulo de sua mãe ela se ajoelha em frente e diz chorando e batendo no chão:
- Por quê??? Por quê você se foi mãe?? Por quee??
Poucos minutos depois, uma mão encostou-se em seu ombro, Ana se vira, era a Serena, ela se levanta e abraça-a chorando. E pergunta:
- Por que? Por que ela foi assim?
- Calma Ana, eu sei o que você está sentindo, eu também já perdi toda a minha família, o meu pai, minha mãe e meu irmão. Vamos, desabafe.
Assim, Ana começou a chorar como nunca. E então falou:
- Eu... Eu estou sozinha.
- Não. Você não está sozinha. – Disse Serena.
Ana olhou para trás e todos estavam atrás de Serena, e esta continuou:
- Está vendo? Você tem todos nós.
- Você não está sozinha Ana. – Disse Rini com um sorriso no rosto, tentando acalma-la.
- Isso mesmo. – Confirmou Diana em sua forma humana.
- Você tem todos nós. – Afirmou Michiru.
- Obrigada pessoal. – Disse Ana com um sorriso no rosto.
- Venha, vamos brincar no jardim. – Disseram Rini e Diana, cada uma pegando em uma mão da jovem.
- Está bem. – Respondeu Ana.
Assim as três saíram sorrindo. Serena disse:
- Ela é uma boa garota.
- É sim. – Confirmou Darien.
Mesmo sorrindo e brincando, Ana ainda estava com o coração apertado, ela tinha vontade de chorar, mas era forte. E no lugar sorria.
Depois do jantar, todos estavam na sala conversando. Porém, Ana estava em seu quarto - escrevendo em seu diário. De repente, um Youma feito de madeira começou a atacar Tóquio de Cristal. Todos correram até lá, começaram a lutar. E mais uma vez Sailor Earth apareceu, mas dessa vez disse:
- Você escolheu o dia errado para atacar Tóquio de Cristal. Hoje eu não estou de bom humor!!!
Todos viam em seus olhos que ela estava sofrendo, por algum motivo. Ela então gritou:
- Sword Earth ATTACK!!!! – Porém dessa vez seu ataque não funcionou, o youma era mais forte do que todos que ela já havia derrotado. Então ela perguntou à Eternal Sailor Mars:
- Mars, como ele reagiu ao fogo?
- Ele lançou-o de volta. – Respondeu Eternal Sailor Mars.
Assim Sailor Earth ficou pensando o que fazer, enquanto isso todos continuavam lutando, o youma acertou o Rei Endymion, que caiu no chão, ao ver aquilo ela (Sailor Earth), Eternal Sailor Moon e Eternal Sailor Chibi Moon gritaram:
- Nããããooo!!
- Papai!!!!! – Gritou Eternal Sailor Chibi Moon.
- Você está bem??? – Perguntou Eternal Sailor Moon socorrendo-o.
- Sim, não cheguei a me machucar. – Respondeu Darien.
Uma energia começou a sair de Sailor Earth e ela gritou:
- Circulo d’Água!!! Venha á superfície!!! – Nisso, apareceu em volta do youma um circulo feito de água, mas a água não era uma água normal.
Ela juntou fogo com seu cetro e atacou gritando:
- Fire of the Earth. . . Burn!!! – Nisso o fogo foi em direção ao youma, ao passar pelo circulo d’água a água subiu, ficou duas vezes maior que o youma, formando uma parede d’água, ele lançou o fogo de volta, que ao relar na parede voltou ao mesmo e o destruiu.
- Sailor Earth!!! – Gritou Eternal Sailor Moon.
- Por favor, Eternal Sailor Moon. Hoje, eu quero ficar sozinha. – Respondeu Sailor Earth deixa escapar uma lágrima no rosto e desapareceu.
- Parecia que ela estava chorando. – Observou Eternal Sailor Mercury.
- Verdade. – Confirmou Eternal Sailor Saturn.
Darien estava andando pelo corredor do palácio, no segundo andar quando ouviu alguém chorando, ele foi à direção do som, que estava vindo da sacada, lá ele encontrou uma figura sentada no corrimão chorando, ao ver pensou que a figura iria se jogar, mas ao chegar mais perto viu que não, então prestando mais atenção ele percebeu quem era. E perguntou:
- Sailor Earth?? O que você faz aqui?
Ela se virou, e correu abraçando-o com os olhos cheios de lágrimas, e disse:
- Endymion, eu não agüento mais. Estou me sentindo muito sozinha, por favor, se lembre logo.
- Esse... Jeito de me abraçar. Ela... Já me... Abraçou antes? – Pensa Darien.
Nesse momento, Serena chega e vê a cena, ela diz:
- Er... Com licensa?
- Serena? – Diz Darien assustado.
- Atrapalho? – Pergunta Serena cruzando os braços.
- Por favor, Nova Rainha Serenity, não pense mal de mim. – Diz Sailor Earth depois de abraçar Darien.
- Vai me dizer que você não ama o Da... Quero dizer o Endymion? – Pergunta Serena com uma voz meio irônica.
- Não, você está certa. Eu amo Endymion. – Responde Sailor Earth com a cabeça baixa.
- Aháááá!!! – Diz Serena apotando para a sailor, não agüentando mais segurar o ciúmes que estava sentindo.
- Pronto. – Pensa Darien.
- Mas o meu amor, não está na mesma “classificação” que o seu. – Afirma Sailor Earth erguendo a cabeça.
- Como assim? – Pergunta Serena sem entender e ficando ereta.
- O amor tem várias “classificações”. Existe o amor entre um homem e uma mulher, entre amigos, entre pai e filha, ou mãe e filha. Existe também o amor entre irmã – Diz ela olhando para baixo, e depois olha para Endymion dizendo – e irmão.
Serena repara bem nos olhos de Sailor Earth e percebe que fez um erro grave. Olhando para Serena ela diz:
- Não se preocupe, a “classificação” do meu amor, realmente não é a mesma que a sua, ou seja, não é entre uma mulher e um homem. Sabe Nova Rainha Serenity... Eu sempre achei que um amor tão bonito como o de vocês... – Ela completa a frase olhando para Darien - ...Nunca devia ter sido proibido no passado.
- Eu, já ouvi essa frase, mas apenas mudando duas ou três palavras. – Pensa Darien.
- Você... Já me disse isso antes... Não disse? – Perguntou Serena com a sensação que também já ouviu essa frase.
- Quando Endymion se lembrar... Você também se lembrará... Serenity. – Responde Sailor Earth.
-Hã? – Pensou Serena, sentindo uma certa nostalgia.
Então a Sailor deu um salto, desaparecendo.
- Darien, me perdoa. Eu não devia ter sentido ciúmes, hoje eu reparei bem nos olhos dela. E percebi que realmente, ela não te olhava com amor, eu vi nos olhos dela. Ela estava falando a verdade. Você me perdoa? – Pergunta Serena sem jeito.
- Claro. – Responde ele beijando-a. Logo depois ele completa – Acho que já até acostumei com esse seu jeito.
- Dárien...!!!
- Hahahahaha. – Riu Darien.
De longe, Sailor Earth admirava o amor dos dois.
- Eles sempre foram um belo casal. Deis daquela época. Certo vento? – Perguntou Sailor Earth.
Uma suave brisa bateu em seus cabelos.
- Sim, estou melhor. Bem, vou dormir agora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mary Nanda
Jupiter Power
Jupiter Power


Sexo : Feminino
Mensagens : 121
Touro
Idade : 23
Inscrição : 15/10/2010

MensagemAssunto: Re: Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)   Qua 16 Fev 2011 - 11:23

Capítulo 04: O segredo de Ana

No dia seguinte, depois do almoço. Hotaru e Diana estavam na sala com os outros, enquanto Rini e Ana passeavam no jardim.
- Parece que depois que Sailor Earth deu energia ele ficou mais bonito. Você não acha? – Perguntou Rini para Ana.
- Sim. Ele é uma tentação para o inimigo.
- É mesmo.
De repente uma forte ventania chega até elas.
- O que é isso?? – Perguntou Rini.
- Um inimigo se aproxima rápido. E esse é ainda mais poderoso. – Responde Ana.
De repente aparece um youma e ataca as duas.
- Riniiiii!!!! – Grita Ana.
- Não se preocupe comigo!!! Pink Moon Crystal Power!!! Make Up!!!
Assim Rini se transforma e grita para Ana:
- Ana corra!!!
- Não ele é muito forte!!! Você não conseguirá sozinha!!!
- Eu ficarei bem!!!
Mas, nesse momento o youma iria atacar Eternal Sailor Chibi Moon. Então Ana entrou na sua frente gritando:
- Cuidado!!!
- Ana você está bem?
- Eu tenho que fazer alguma coisa. – Pensou Ana.
- Ana? – Perguntou Eternal Sailor Chibi Moon.
- Rini, por favor, não conte a ninguém o que você verá.
- O-ok. - Respondeu Eternal Sailor Chibi Moon sem entender direito.
Ana levantou-se, retirou um broche que lembrava uma imagem do globo terrestre de seu bolso e gritou.
- Earth Power!!!! Make Up!!! – Nisso símbolos da terra envolveram em volta de Ana, formando luvas, botas, etc. Ou seja, Ana se transformou em Sailor Earth.
- Sailor-sailor... Sailor Earth? Não pode ser!!! Ana é a Sailor Earth!!! – Surpreendeu-se Eternal Sailor Chibi Moon.
- Circulo d’Água!!! Venha á superfície!!! – Assim novamente se formou uma parede d’água em volta do youma e ela gritou - Sword Earth ATTACK!!!! – Assim por causa da parede d’água o youma não viu a espada, e foi destruído por ela. A espada voltou à mão de Sailor Earth e se transformou novamente em seu cetro.
Sailor Earth sente uma dor por causa do ataque do youma. Assim a pequena guerreira volta ao normal e pergunta:
- Sailor Earth você está bem?
- Sim, estou.
- Então você vai me explicar tudinho.
Nesse momento todos chegam para saber o que estava acontecendo, ao ver que todos se aproximavam Sailor Earth respondeu:
- Depois, vá ao meu quarto eu contarei tudo.
- Pequena Dama você está bem?? – Perguntou Darien.
- Estou papai, a Sailor Earth me salvou.
Serena abraça Rini dizendo:
- Obrigada Sailor Earth.
- De nada. – Respondeu Sailor Earth.
- Rini, a Ana não estava com você? – Perguntou Diana.
- Se você fala daquela jovem que estava aqui, ela foi atacada pelo youma. Quando cheguei ela estava desmaiada no chão, então pedi para que o vento a levasse para seu quarto. – Respondeu Sailor Earth.
- É, foi isso mesmo. – Respondeu Rini e continuou – Ela foi atacada porque ela entrou na minha frente, para me defender de um ataque do youma.
- Então vamos ver como ela está. Você vem também Sailor Earth? – Perguntou Serena.
- Não, podem ir. Até mais. Ah... Pequena Dama, parabéns. Você foi super corajosa. – Diz Sailor Earth com um sorriso orgulhoso.
- Er... Obrigada. – Agradeceu Rini.
Assim, Sailor Earth sumiu. Em seu quarto Ana volta ao normal e rapidamente se deita.
Todos chegam dando parabéns à Ana pela coragem e perguntando se ela está bem, que Sailor Earth e Rini tinham explicado tudo, ela afirma:
- Estou bem!!! Não serão umas dorzinhas que me deixarão de cama.
Todos riem, menos Darien, pois percebe que já ouviu aquela frase antes. Então Lua diz:
- Vamos deixar a Ana descansar.
- Mamãe, eu posso ficar? – Pede Rini.
- Tem problema Ana? – Pergunta Serena.
- Não.– Responde Ana.
- Está bem. Então não a canse muito ok?
- Ok. – Responde Rini.
- Ah, Ana obrigada por salvar a Rini. – Agradece Serena.
- Não foi nada. – Responde Ana.
Assim todos saem, e Rini pergunta:
- Você está realmente bem?
- Estarei em breve. – Responde Ana
O vento começa a bater na janela e Ana diz:
- Por favor, Rini abra a janela.
- Não. Você vai pegar um resfriado. – Respondeu Rini.
- Fique tranqüila. Não vou. – Falou Ana.
Nesse momento Rini se lembrou de quando Sailor Earth disse quem era:
Ela estava quase partindo quando Eternal Sailor Moon gritou:
- Espere!!! Podemos saber o seu nome? Quem você é?
- Acho que não fará nenhum mal a vocês saberem meu nome. – Respondeu a estranha Sailor. Que estava novamente de costas para todos. Depois de falar isso ela continuou – Posso falar com as plantas, os animais, o vento e os outros elementos. Tenho poder sobre todos os elementos da Terra. Para os habitantes da Lua sou um mito, uma lenda. – Ela se virou falando – Guardiã da Terra e da Princesa!!! Sou Sailor Earth!!!
- Ela... – Pensa Rini.
Nisso, Rini vai até a janela e a abre. Por ela o vento entra com um pó esverdeado, esse pó rodou por um tempo com o vento em volta de Ana. E depois entrou em seu peito. Saiu de Ana uma luz verde linda, e logo depois ela estava curada. Depois Ana disse:
- Obrigada.
No mesmo momento o vento vai embora fechando a janela.
- O-o-o o que foi aquilo? – Perguntou Rini assustada.
- Foi o vento... Ele e os outros elementos são meus amigos. Sempre quando me machuco ele atravessa todo o planeta, colhendo um pouco de energia de todas as plantas e elementos, por ser o elemento que tem mais facilidade de falar comigo, ele vem me trazer esse presente. É como se fosse uma maneira de todos dizerem obrigada. – Respondeu Ana se sentindo bem melhor e sentando na cama.
- Puxa vida!!!! Como você se tornou Sailor Earth?
- Eu não me tornei Sailor Earth, eu sempre fui a Sailor Earth.
- Ah sim, me desculpa. Acho que fiz a pergunta errada. Como você descobriu que era a Sailor Earth?
Ana se levanta, vai até a janela e diz olhando para o jardim:
- Eu... Sempre soube.
- Como assim? – Perguntou Rini cada vez mais curiosa.
Ana se vira para a menina de cabelos rosas.
- Rini, haverá coisas que não poderei te contar está bem?? Mas irei contar tudo o que posso.
- Está bem.
- Eu, não sou que nem sua mãe, a Serena, e as outras. Nem mesmo como o Darien. Eu já nasci me lembrando da vida passada. Está entendo? Eu me lembro de tudo, quando eu estava preste a morrer na minha vida passada, eu pedi para o vento, para que guardasse meu broche, em um lugar seguro. Dei para ele meu broche dentro de uma caixinha preta. Quando completei 9 anos eu pedi o meu broche de volta. Na noite do meu aniversário, abri a janela do meu quarto, e o pedi de volta. Quando amanheceu a janela estava aberta, e lá estava a caixinha preta, em cima da minha escrivaninha. Ao abri-la vi o meu broche dentro dela, e dentro do meu broche estava...
- Estava??? – Pergunta Rini curiosa.
- Essa é uma das partes que não posso falar.
- Nhááá. Então... Quem é essa Princesa? – Perguntou Rini.
- Também faz parte das coisas que eu não posso contar.
Nesse momento o vento entra rapidamente pela janela, com uma fúria espantosa, Rini assustada pergunta:
- É um outro Youma?
Nesse momento o vento se acalma e começa a rodear Ana e ela fala:
- Não, é a Rei. Ela está tentando descobrir a minha identidade. Ela está tentando descobrir com os seus poderes quem é a Sailor Earth.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mary Nanda
Jupiter Power
Jupiter Power


Sexo : Feminino
Mensagens : 121
Touro
Idade : 23
Inscrição : 15/10/2010

MensagemAssunto: Re: Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)   Dom 13 Mar 2011 - 16:43

Capítulo 05: O ataque da Rainha da Morte

Enquanto isso no salão principal, todos estão esperando Rei se concentrar. Então Serena pergunta:
- E então?
- Já conseguiu? – Pergunta Setsuna.
- Quase. – Responde Rei.
De volta ao quarto de Ana, ela fala:
- Vento, Água, Fogo e Terra. Por favor, não a deixem descobrir. Vocês sabem, será melhor para todos não saberem quem é a Sailor Earth. Por favor!!!! – Ela pede para os elementos.
Nisso, Rei avisa:
- É... Agora.
Mas no mesmo momento ela grita de dor no ouvido. A Terra tremeu fortemente. A água que estava no copo de Hotaru pula em cima dela molhando-a, assim abrindo seus olhos, e acaba vendo o fogo das velas “vibrarem” rapidamente.
- Rei você está bem? – Pergunta Lita.
- Sim. – Responde ela assustada.
- O que foi aquilo? – Pergunta Lua.
- Você conseguiu? – Perguntou Ártemis.
- Não, não consegui. – Respondeu Rei, ainda assustada.
- Você vai tentar de novo, não vai? – Perguntou Mina.
- Não. – Respondeu Rei.
- Não? – Perguntou todos assustados.
- Não. O meu grito foi de dor de ouvido. O Vento entrou por ele muito rápido, me fazendo sentir dor. A Terra tremeu com muita raiva, ainda percebendo que eu resistia a Água pulou em mim. E o Fogo furiosamente cresceu nas velas. A natureza está do lado dela.
- Você quer dizer da Sailor Earth? – Perguntou Haruka.
- Sim. – Respondeu Rei.
- Então... Ela é realmente poderosa? – Se perguntou Lua.
- O que você disse mamãe? – Perguntou Diana.
- Eu estava pesquisando sobre a Lenda da Sailor Earth. Diz que ela protege todo o planeta Terra. E que cuida da Princesa, que por algum motivo não achei nenhuma informação sobre essa Princesa, mas bem... O que importa é que ela é poderosa. Pois, ela guarda o Cristal Esverdeado.
- Cristal... Esverdeado? – Pergunta Darien que depois pensou – Onde eu já ouvi sobre isso?
- Sim, que por algum motivo também não achei nenhuma informação. Ela o guarda, e ele é a pedra dessa tal Princesa.
- Ele é poderoso como o Cristal de Prata? – Pergunta Serena.
- Conforme minhas pesquisas, se você e o Darien não tivessem aprimorado seus poderes, ele seria mais poderoso que o Cristal de Prata e o Cristal Dourado juntos.
- E o que mais? – Pergunta Ártemis.
- Infelizmente por enquanto só consegui isso. – Lamenta Lua.
- Então devemos tirar o Cristal Esverdeado da Sailor Earth. – Afirma Haruka.
- Não. – Responde Rei e depois continua – Se, o Vento, a Água, o Fogo e a Terra defendem ela. Eu também irei defender. – Afirma ela.
- De que lado você está??? – Pergunta Haruka.
- Você não entende? Os elementos estão do lado dela, provavelmente o planeta está do lado dela. – Então Rei continua a dizer com o rosto um pouco pensativo - Ninguém consegue enganar os elementos. Se eles estão do seu lado... Nós também deveríamos ficar. – Afirma Rei.
- Você está certa. – Afirma Darien.
- Sim, verdade. Não vamos mais tentar descobrir quem ela é. Ela se apresentará quando for a hora. – Afirma Serena.
- Ok. – Concorda todos.
Enquanto isso no quarto de Ana.
- Obrigada. – Ela diz agradecendo o vento e os outros elementos.
- O que foi? – Perguntou Rini.
- O Vento trouxe a conversa de todos que estão no salão. Quando preciso, ele traz as vozes para eu mesma ouvir.
- Puuuuxa!!!! – Se surpreende Rini.
Elas estavam conversando quando alguém bate na porta, Ana diz:
- Pode entrar.
A porta se abre, era Darien.
- Com licença. – Disse ele.
- Ah. Olá Endy... – Ana dá uma parada e depois continua – Ops, quero dizer, Darien.
- Você iria me chamar de Endymion? – Pergunta Darien assustado.
- Não. Eu iria te chamar de Rei Endymion – Respondeu Ana preocupada.
- Mas eu ouvi você falar só Endy. – Respondeu Darien desconfiado.
- Eu falei Rei Endy. Acho que você não ouviu eu falar a palavra “Rei”, eu não falei “Rei” Rini? – Perguntou Ana, na verdade pedindo a ajuda de Rini.
Rini percebeu e então disse:
- Foi papai. Ela falou “Rei”.
Darien olhou meio desconfiado, mas deixou de lado.
– Vamos Pequena Dama. A Ana tem que descansar.
- Está bem papai. – Responde Rini e depois ela diz para Ana – Até logo Ana.
- Até Rini. – Responde Ana.
Logo depois que os dois saem Ana vai até a janela e pensa:
- Ana você tem que ser mais cuidadosa. Quase que você o chama de Endymion, ele iria desconfiar. Afinal, somente Sailor Earth o chama assim. Ele não pode descobrir, nem ele nem ninguém. Ele tem que se lembrar de mim por conta própria, ele e a Nova Rainha Serenity, a Serenity. Mas Endymion é o principal, as memórias que tem sobre mim estão no fundo de sua mente, é perigoso se virem à tona. Mas, as memórias dele e de Serenity estão vindo muito devagar. Endymion, por favor, se lembre logo de mim, você e Serenity. – A jovem suspira e sussurra - Eu tenho que ajuda-los a se recordarem, mas o que posso fazer?
A jovem foi até sua penteadeira. Era branca com um grande espelho redondo no centro, tinha 3 gavetas. Na primeira pegou um estojo de maquiagem e retirou um fundo falso. Lá havia uma chave dourada, com isso abriu a gaveta do meio – retirando dela um livro grosso e verde, que parecia ser decorado com galhos de árvores, suas primeiras folhas eram amareladas e as últimas brancas, como se fossem folhas novas. A jovem o abraçou começando a pensar.
- Já sei!!! – Disse animada depois de um tempo.
Anoitece, todos estavam jantando, então Ana pergunta:
- Quando Rini estava no meu quarto comigo nós sentimos um tremor. O que foi aquilo?
- Eu estava tentando descobrir a identidade de Sailor Earth. – Respondeu Rei.
- E conseguiu? – Perguntou Ana.
- Não. Os elementos defenderam-na.
- Você irá tentar de novo Rei? – Perguntou Rini.
- Não. – Respondeu Rei.
- Nós deixaremos que ela se apresente por conta própria. – Afirma Serena.
- Alguma coisa me diz que este dia está próximo. – Pensa Ana.
Enquanto isso, em um lugar distante a Rainha da Morte pensa:
- Aquela Sailor Earth, destruiu todos os youmas que mandei. Desse jeito não descobrirei onde está a Princesa e o Cristal Esverdeado. Acho que terei que fazer isso com minhas próprias mãos.
No dia seguinte, Hotaru, Diana, Rini e Ana estavam brincando, na frente do Palácio.
Os outros estavam admirando o belo dia, que até aquele momento nenhum youma havia parecido. Mas, de repente, o céu azul é coberto por nuvens negras.
- Rainha da Morte. – Pensou Ana.
- Boa tarde!!! Espero não estar incomodando. – Disse a Rainha da Morte.
Quando a viram, todos ficaram em posição de ataque. As garotas estavam preparadas para se transformarem.
Ela dá uma boa olhada e pergunta:
- Onde está Sailor Earth? Eu não a vejo aqui.
Ana e Rini se olham. Então a vilã continua:
- Bem, ela virá. Pois agora eu sei qual é o ponto fraco dela.
Ela ataca Serena, Darien e Rini ao mesmo tempo. E exclama:
- É a Família Real!!!! Hahahahahaha!!!!
- Nããããoooo!!! – Exclama todos.
O ataque acabou quebrando a linha de raciocínio de todos, que esqueceram de se transformarem.
- Onde ela está? – Pergunta a Rainha da Morte.
Todos menos Ana e Rini, responderam que não sabiam. Porém a vilã continua a atacar os três.
- Paraaaaa!!!!! – Grita Ana, saindo de seu corpo uma forte luz esverdeada. Ela, com olhar de ódio, exclama – Você me quer??? Venha me pegar!!!
- Então você é a Sailor Earth? – Pergunta a Rainha da Morte.
- Earth Power!!!!! Make Up!!!! – Gritando isso Ana se transforma novamente em Sailor Earth, fazendo com que todos ficassem espantados, menos Rini.
- Eu já disse milhares de vezes. Deixe-os em paz!!!! – Exclama Sailor Earth com um olhar cheio de ódio.
- E o que você vai fazer??? – Diz a Rainha da Morte rindo.
- Sword Earth ATTACK!!!! – Sailor Earth, lançou novamente seu cetro em forma de espada, porém, dessa vez a espada voltou para sua mão. E se transformou novamente em cetro.
- Hahahaha!!! Se você é a Guardiã da Princesa, diga onde ela está!!!! – Gritou a Rainha da Morte.
- Nunca!!!! – Respondeu Sailor Earth.
- Ótimo!!! – Respondeu a Rainha da Morte, e atacando todos, menos ela, continuou – Então, todos que você ama irão morrer!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)   Hoje à(s) 10:34

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Fanfic: Sailor Moon CT (Capítulos)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» [Comentários] Sailor Moon S.H.Figuarts
» Sailor Moon
» Dádiva de Amor || Capítulo 70 - Últimos Capítulos
» Sailor Moon: série clássica volta a ser reprisada no Japão
» Dádiva de Amor || Capítulo 72 - Últimos Capítulos

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Sailor Moon Dimension :: Sailor Moon :: Espaço Sailor Moon Fã-